GRAVÍSSIMO! CELSO DE MELLO COMPARA BOLSOARO A HITLER

Segundo o antagonista, o ministro Celso de Mello mandou mensagem a outros ministros, comparando Bolsonaro a Hitler, além de afirmar que bolsonaristas querem a implementação de uma ditadura militar. A postura é gravíssima e representa um ataque sem precedentes ao presidente.



Em primeiro lugar, tal manifestação deixa evidente a impossibilidade do ministro participar de inquéritos ou julgamentos que tenham como alvo o presidente, visto que ele já fez um juízo de valor, sugerindo a busca pela condenação de Bolsonaro.


Além disso, temos um ministro do Supremo fazendo grave intervenção em outro poder, pedindo que a seus colegas "RESISTÊNCIA", ou seja, que impeçam a continuidade do seu governo sob a desculpa da "ameaça de golpe".


Como observamos, a tal "resistência" parece ser praticada pelo inquérito inconstitucional que persegue pessoas pelo simples fato delas serem consideradas "bolsonaristas". Repare que ele não fala de um segmento "bolsonarista", mas de todos eles, que seriam "autocráticos".


Logo, na visão do ministro, o bolsonarismo como um todo passou a ser um movimento criminoso. Temos a inversão completa da democracia representativa: o presidente eleito por larga margem em eleição livre é um ditador, junto com seus 57 milhões de eleitores.


De fato, há um "ovo da serpente", num tribunal que coloca a PF para perseguir quem o critica, além de sistematicamente intervir no legislativo e no executivo para impor sua vontade, sem contar a inércia diante da corrupção dos últimos anos. Agora, busca derrubar o presidente.


Particularmente, não conheço um bolsonarista que defenda ditadura militar. Ao contrário. Posso falar por mim: quero um Congresso formado por homens probos, um STF que defenda e Constituição e afaste do poder os corruptos, e um executivo enxuto e eficiente. Esse é o meu sonho.


Estão imputando ao Presidente, exatamente, aquilo que estão fazendo na cara dura. É risível!


Chame-os do que você é. Acuse-os do que você faz.

#Somos57MILHOES

0 visualização