DÓRIA, MAIA E MAIS ALGUNS PRUDENTES E SOFISTICADOS CONSPIRARAM CONTRA NOSSA REPÚBLICA, DIZ GUEDES

“Tinha cronograma. Em sessenta dias iriam fazer o impeachment", denunciou Paulo Guedes.


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que ligou para todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para desmontar um suposto plano para abrir o processo de impeachment contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. Guedes garantiu que o plano foi capitaneado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), “gente da Justiça” e outros governadores.

Em entrevista publicada pela revista Veja, nesta sexta-feira (18), o ministro denunciou: “Tinha cronograma. Em sessenta dias iriam fazer o impeachment. Tinha gente da Justiça, tinha o Rodrigo Maia, tinha governadores envolvidos.”

E acrescentou: “O Doria ligou para mim e disse assim: ‘Paulo, é a chance de salvar a sua biografia. Esse governo não vai durar mais de sessenta dias. Faz um favor? Se salva’.”


Dizemos mais... por conhecimento de tudo que aconteceu durante o Impeachment de Dilma, além destes citados por Guedes, fazem parte dessa conspiração para desestabilizar a república, dois movimentos de rua que surgiram em 2014, Deputados Federais ex-aliados de Bolsonaro e um Blog de fofocas em três linhas. Todos trabalhando coordenados entre si.


A CONSPIRAÇÃO AINDA ESTÁ EM ANDAMENTO!


O plano agora para 2021 é colocar Mourão na cadeira de presidente para facilitar uma candidatura de Moro em 2022 com Bolsonaro fora da disputa.


Mas para o STF, nós que defendemos as pautas de um governo legitimamente eleito, é que somos os promotores de "atos antidemocráticos" e estamos tendo nossas casas invadidas, sendo presos, caçados e calados nas mídias sociais.




278 visualizações1 comentário