Bendita seja a censura e a eliminação das liberdades individuais! Amém?

Por: Luciana Bulau


O pior tipo de censura é aquele travestido de intelectualidade, onde um suposto expert tenta te desacreditar, te calar e impor sua versão dos fatos.


A mídia sempre fez isso. Agora, as redes sociais tornaram essa censura velada exponencial. A filtragem das narrativas é assustadora.


Vimos isso na Covid. A palavra da OMS foi alçada à posição de lei maxima, incontestável (qdo convinha, claro).


Seguiu-se o processo difamatório dos corajosos médicos que ousam desafiar a industria milionária em jogo (vacinas, compras sem licitação por governadores etc) propondo tratamentos acessíveis e de ação mais do que verificada.


A venda do desespero da vacina, como a salvação ultima da humanidade. Medicamentos de uso precoce? Nem pensar.... não ha lucro nisso.


Agora tudo precisa de teste duplo cego avaliado por pares bla bla bla... dizem aqueles mesmos “entendidos” que na época da pandemia de H1N1 defenderam Tamiflu (experimental tb).


E vemos agora, onde Políticos buscando projeção alegam que contestar as eleições é antidemocrático, já querendo nos amordaçar para 2022.


Então os mais de 60 congressistas americanos que hoje se manifestaram alegando fraude na contagem de votos no Arizona e outros Estados são todos malucos, sr Joao Amoedo? Pois se apenas um deles achar que processo não foi transparente ele tem todo o direito de contestar o que quiser!! Essa é a liberdade defendida pelos “Funding Fathers” e é a riqueza da democracia.


Todos deveriam ter espaço e direito a dizer o que quiser! mesmo o que não gostamos de ouvir. So isso nos torna homens livres!


A beleza da vida é a diversidade de opiniões que nos leva adiante. Hoje, no entanto, somos cerceados a cada opinião, a cada pensamento. É a ditadura dos poucos que decidem as pautas, os algoritmos, os vencedores.


Essa ditadura, a do pensamento, é muito pior que a politica. Ela está nos esmagando.


Precisaremos de Bons e Fortes!!!